Networking – Você é fazendeiro ou caçador?

Arte do blog - Fazendeiro ou caçador

No mundo do empreendedorismo todos querem aumentar sua rede de contatos para vender mais e desenvolver boas parcerias.

Como tendência, muitos profissionais tem buscado um coworking, espaço de trabalho compartilhado, onde você já fica naturalmente exposto ao contato com outras empresas e profissionais.

O que é preciso notar, porém, é que o networking acontece todos os dias e a todo o momento. Não basta entregar seu cartão para qualquer pessoa ou achar que cada vez que você encontrar uma coworker no café precisa falar sem parar sobre o que você faz para não perder aquela oportunidade. E muito menos querer demonstrar uma coisa sobre sua empresa ou sobre você que logo se provará falsa.

Não há mais espaço para vendedores que caçam clientes a qualquer custo. Quem assume este papel, além de se tornar desagradável, vende uma vez só (quando vende).

Nossa rede de contatos é algo que construímos aos poucos. O perfil que devemos assumir é o do fazendeiro que planta com paciência sabendo que em algum momento, se aquele contato não comprar da sua empresa, certamente fará a indicação quando surgir a oportunidade.

Aqui continua válida aquela máxima de que nossas atitudes valem mais do que nossas palavras. Antes de comprar o seu produto ou serviço, a pessoa deve confiar em você. Em um ambiente compartilhado, temos muitas oportunidades de praticar a cortesia, descobrir mais sobre outros negócios e nos conectar verdadeiramente com as pessoas.

Para aumentar nosso networking em um escritório compartilhado, precisamos ouvir mais do que falar a fim de conhecer um pouco mais sobre as pessoas. Doar aquilo que você tem de bom, gerando valor para seus contatos, é o primeiro passo para que as pessoas comecem a confiar em você.

Compartilhe suas experiências empresariais, seja contando sobre aquela estratégia que você adotou e deu certo ou sobre um tipo de promoção que funcionou melhor. Comente sobre um livro ou um curso. Distribua seu conhecimento e, quando achar que vale a pena, faça conexões entre pessoas da sua rede de contatos. Gere novas parcerias, mesmo que não se beneficie diretamente com elas.

Networking é uma palavra muito repetida, mas pouco compreendida em sua essência. Não basta acumular cartões de visita. É preciso se importar com as pessoas e com o sucesso delas. Cultive seus parceiros e você colherá boas oportunidades.

Aline Bottacin Brito é turismóloga com pós-graduação em Administração. Trabalhou no Walt Disney World Resort e na Air France e hoje atua como gerente administrativa e community manager do Espaço Certo Escritórios Prontos.

Share on FacebookShare on Google+

Leia mais