Quanto custa montar um escritório de advocacia?

Se você está lendo este artigo, certamente já passou por grandes desafios até concluir seu Bacharelado de Direito e ser aprovado no exame da OAB. É chegado então o sonhado momento de montar o seu escritório e começar a fazer a diferença. 

E aí começam as dúvidas: Será que vou ter como arcar com os custos mensais de uma locação? Terei que pagar uma colaboradora de limpeza? Preciso contratar uma recepcionista no início? Qual é a localização ideal? Quais os gastos que terei mensalmente e ainda não me dei conta? 

Reunimos abaixo alguns pontos importantes para ajudá-lo em seu planejamento: 

Tempo de contrato 

Os contratos de locação tradicional normalmente são de 36 meses. Avalie a possibilidade de reduzir este prazo ou obter maior flexibilidade com o locador. Você está iniciando um negócio e muitas circunstâncias podem mudar em 3 anos. Desta forma, vale a pena se precaver e não se prender.  

Localização 

Nem sempre estar onde todos estão será a melhor estratégia. Às vezes, instalar-se em uma região mais carente de advogados pode ser uma boa alternativa para começar e conquistar novos clientes. 

A localização tem a ver com a sua estratégia profissional e pessoal também, afinal, o tempo de deslocamento, condições de acesso ao local, de estacionamento, segurança e facilidades no entorno podem influenciar não só a vida dos seus clientes, mas principalmente a sua rotina. 

Mas cuidado! Tenha em mente que você está dando um grande passo e pode ser tentador assumir uma locação em um valor acima do que seria viável para este primeiro estágio da sua empreitada. Seja cauteloso. 

Investimento em reforma e infraestrutura 

Quando falamos em gastos com reforma, o céu é o limite. É claro que você sonhou com um escritório maravilhoso e imponente, mas planeje esta etapa com muito cuidado e tenha em mente que você está contraindo uma dívida ou investindo recursos preciosos.  

Aqui vai uma lista para ajudar você a dimensionar seu investimento na parte estrutural: 

  • Arcondicionado – avaliar as condições do equipamento que está instalado e possível manutenção ou a compra e instalação de um novo aparelho. 

 

  • Pintura – provavelmente você não vai escapar deste item. Uma nova pintura muda até a energia do ambiente, além de garantir um aspecto de local conservado. 

 

  • Reparos básicos em portas, banheiros, copa – dê uma geral nos ambientes e veja o que você terá que consertar e arrumar. 

 

  • Elétrica – avalie se você conseguirá utilizar a estrutura que já existe no local ou se será preciso fazer intervenções. 

Apenas nesta etapa você deve gastar entre R$5.000,00 e R$10.000,00. Mas é preferível consultar profissionais em sua região e pedir orçamentos reais para evitar surpresas. 

Além disso, veja outras compras nas quais você deve pensar: 

  • Mobiliário – este investimento vai variar muito com o tamanho do imóvel e com os ambientes que você vai produzir, mas basicamente você terá que pensar no mobiliário da recepção do seu escritório, da sua sala de trabalho e também de uma sala de reunião, se houver. 

 

  • Purificador de água e cafeteira – seja uma cafeteira tradicional ou uma máquina de expresso, você certamente vai querer servir um bom café no seu escritório de advocacia. O purificador vai economizar seu tempo em providenciar reposição de garrafas ou galões de água.  

 

  • Frigobar ou geladeira e microondas – estes itens são opcionais e podem ser úteis principalmente se você preferir almoçar no escritório. 

 

  • Computadores e impressora – talvez você já tenha um notebook que possa ser direcionado para o escritório. Para economizar com o item impressora você pode avaliar empresas de outsourcing e fazer um contrato mensal para que disponibilizem o equipamento ao seu escritório de advocacia. Geralmente estes contratos são vantajosos e evitam transtorno com manutenção e reposição de toners. 

Mas atenção, além do investimento inicial você deve se preocupar com as despesas mensais que vai assumir como internet, telefonia, condomínio, IPTU, luz, reposição de produtos de limpeza e cafezinho e outros imprevistos que sempre podem acontecer quando estamos gerindo um espaço físico. 

Preciso investir em um escritório para começar minha carreira como advogado? 

Muitos profissionais subestimam as despesas que estão assumindo no momento de iniciar seu próprio escritório e acabam sucumbindo antes mesmo de sentirem o gostinho da liberdade de ser seu próprio chefe. Um escritório de advocacia é um negócio e deve ser olhado como tal, levando-se em consideração sua rentabilidade e viabilidade. 

E aí vem uma pergunta: será que esta é a única opção? Será que é a opção certa para o profissional que está começando sua carreira? 

As startups estão aí nos ensinando diversas lições sobre MVP (mínimo produto viável) e sobre como é importante “testar uma ideia” antes de jogar todas as nossas fichas em algo que “parece” um bom negócio. 

No início de uma carreira há muito o que se preocupar: construir uma reputação, captar clientes, fazer networking, estruturar seus processos operacionais, gerir seu tempo como profissional e como empreendedor, continuar se atualizando… Será que vai sobrar tempo para ir ao mercado comprar o café e o papel higiênico que acabaram no escritório? Ou será que sua operação como recém formado vai permitir que você contrate uma secretária para isso? 

 

Escritórios Compartilhados 

Os escritórios compartilhados vêm crescendo com o passar dos anos e se apresentam como uma solução excelente para advogados. Apesar de trazer compartilhamento no nome, o famoso coworking oferece diversas opções, desde utilização de endereço comercial até a locação de uma sala privativa. Neste link é possível diferenciar as formas de contratação: https://espacocerto.net.br/advogado-empreendedor-escritorio-convencional-virtual-ou-coworking/ 

Quando o advogado quer enxugar ao máximo seus gastos mensais, ele pode optar por um plano de escritório virtual, ou seja, utilização do endereço comercial do coworking para colocar nos registros da OAB, site e cartão de visitas. O serviço inclui também administração de correspondência, o que significa que a recepcionista avisará sempre que um cliente deixar um documento por lá. Pense bem: um endereço de prestígio no seu cartão de visitas por apenas R$97,00 mensais. É ou não é uma grande economia? 

Apesar do uso do WhatsApp ainda há quem ache que o telefone comercial dá um peso maior na imagem do profissional. E alguns coworkings, como o Espaço Certo, também oferecem o serviço de atendimento telefônico personalizado, em que a equipe atende em nome do escritório do cliente e transmite os recados por e-mail e SMS. 

E aí você deve estar pensando: mas eventualmente terei que me reunir com meu cliente. Como posso ficar apenas “virtual”? 

Aí está a grande vantagem: como os coworkings alugam salas de reunião por hora, este custo com espaço físico se torna variável no orçamento do advogado. Ou seja, o advogado só gasta com espaço quando tem clientes para atender. Essa locação pode ser feita através da aquisição de pacotes ou de forma avulsa. Confira neste link mais informações sobre a locação de salas de reunião por horahttps://espacocerto.net.br/dicas-para-alugar-uma-sala-de-reuniao-por-hora/ 

Se trabalhar em casa não é uma opção para você, as mesas em espaço compartilhado podem ser uma alternativa com excelente custo benefício. Isso quer dizer que você estará lado a lado com outros profissionais enquanto estiver desenvolvendo seu trabalho solo e atenderá seus clientes em uma sala de reunião. 

Mais uma vantagem sobre este modelo? Você estará fazendo networking de forma orgânica. A chance de um dos profissionais que trabalham no mesmo ambiente precisar de um advogado e consultar você é grande. Saiba mais sobre como se engajar na comunidade de um coworking neste link: https://espacocerto.net.br/5-razoes-para-voce-se-engajar-na-comunidade-do-seu-coworking/  

E se você não se considera tão moderninho para adotar um modelo de trabalho flexível como o mencionado acima, os escritórios compartilhados oferecem salas privativas que somam privacidade, flexibilidade contratual e preocupações zero. 

Para um profissional que está iniciando sua carreira isso significa resolver a grande maioria dos empecilhos mencionados no começo desse texto:  

  • Os contratos do coworking são de curta duração e podem ser personalizados.  
  • As salas já têm arcondicionado e são mobiliadas. Você não terá investimento inicial. 
  • Você não tem surpresas com despesas mensais como condomínio, luz e manutenção, pois a mensalidade tem um valor fixo. 
  • Você terá acesso a várias facilidades como copa e espaço de descompressão. 
  • Você não precisará contratar equipe de limpeza ou de recepção, pois estes serviços já estão inclusos. 

Em resumo, escritórios compartilhados oferecem a possibilidade de começar a trabalhar com estrutura profissional, apoio administrativo e baixo custo fixo. É natural que o cliente comece em um plano mais básico e vá fazendo transições entre os serviços oferecidos à medida em que vai crescendo. Lembra do MVP? Que tal abrir seu escritório de advocacia em um coworking antes de se jogar em um trabalhoso e arriscado projeto de escritório próprio? 

Aqui no Espaço Certo o advogado é nosso convidado para fazer uma degustação e avaliar se este modelo de trabalho faz sentido. Quer saber como? Entre já em contato com a nossa equipe e agende gratuitamente uma diária de coworking ou uma reunião de até 2h em horário comercial. 

Teremos grande prazer em apresentar a você as opções e ajudá-lo a identificar o plano que se enquadra melhor na sua necessidade. Além disso, temos convênio com a OAB e a CAASP.  

*É obrigatório cadastro e agendamento para fazer a degustação de escritório. Condição exclusiva para novos cadastros. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Olá, como podemos lhe ajudar?